UBES

ESTUDANTES DE MANAUS ACAMPAM EM ATO DE DEFESA PELO PASSE LIVRE ESTUDANTIL

MANAUS

A Praça Dom Pedro II, em Manaus – onde está localizado o gabinete do prefeito Arthur Virgílio -, ficou conhecida como a ‘Praça dos Estudantes’, depois do acampamento organizado nos dia 9, 10 e 11 de julho. A atividade no pátio da Prefeitura foi organizada com cerca de 200 estudantes que pautaram a criação do Passe Livre Estudantil como política pública para o estado, reunindo a juventude do movimento estudantil da União Estadual dos Estudantes Secundaristas do Amazonas (UESAM), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), União Municipal dos Estudantes (UMES-Manaus), União Estadual dos Estudantes (UEE-AM) e a União Nacional dos Estudantes (UNE).

Com a bandeira da UBES estiada, apontando que aquela mobilização carregava a marca dos secundaristas amazonenses, as atividades também receberam apoio dos escritores, cineastas, poetas, jornalistas, sindicalistas e médicos que passaram no acampamento em solidariedade aos jovens, contribuindo nos debates realizados durante toda a ocupação.

Manaus2O Vice-Presidente da UBES no estado, Matheus Conceição, avaliou a atividade como fundamental para o avanço das conquistas sociais na cidade. “Com esse acampamento, resgatamos a pauta estratégica da luta pelo passe livre em Manaus porque as grandes mobilizações que tem ocorrido refletem a necessidade de radicalizarmos nas bandeiras de luta”, afirmou.

Além do foco no passe livre, os estudantes utilizaram o momento para promover “Rodas de Conversas” temáticas e assembleias para avaliar as manifestações que têm ocorrido no país. Com tempo livre, os convidados não mediram as suas avaliações e promoveram longas e qualitativas discussões. Assuntos como os desafios da juventude contemporânea, a necessidade da democratização dos meios de comunicação e as próximas empreitadas dos estudantes foram profundamente analisadas.

11 DE JULHO, DIA NACIONAL DE LUTA
Na quinta-feira (11), os estudantes se juntaram às Centrais Sindicais para participar do Dia Nacional de luta promovida por elas. No estado, a passeata ocupou a Avenida Eduardo Ribeiro, quando estudantes e trabalhadores exigiram o fim do fator previdenciário, a redução da jornada do trabalho sem redução dos salários, entre outras pautas. Diversas categorias levaram suas reivindicações específicas, marcando o ato com muita diversidade e democracia.

Na oportunidade, a bandeira do passe livre virou unitária entre diversas organizações sociais da juventude. Além das entidades do movimento estudantil, o Movimento Passe Livre (MPL), a União da Juventude Socialista (UJS), e as juventudes do PT e do PSTU decidiram organizarem atividades em conjunto para fortalecer a reivindicação.

Nessa próxima semana a juventude manauara continua em atividade para mobilização da opinião pública entorno da pauta dos estudantes, aguardando também o retorno dos trabalhos da Câmara Municipal dos Vereadores para apresentar aos parlamentares seus projetos.

Standard

Dê a sua opinião e ajude a construir uma UBES cada vez mais forte!!!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s