UBES

ESTUDANTES ENTRAM NO SENADO FEDERAL E PEDEM 100% DOS ROYALTIES DO PETRÓLEO PARA EDUCAÇÃO E APROVAÇÃO DO PNE

_MG_4735

Depois de uma grande marcha nacional nas ruas de Brasília na manhã dessa quinta-feira (27), em que estudantes de todo o país pegaram a estrada para levantar – no coração político do Brasil –  as pautas do movimento estudantil, a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas e a União Nacional dos Estudantes levaram das ruas para o Senado Federal as bandeiras da juventude pela imediata aprovação dos 100% dos royalties do petróleo e 50% do fundo social do pré-sal para educação.  As presidentas das entidades estudantis, Manuela Braga e Vic Barros, pediram urgência para aprovação do Plano Nacional de Educação (PNE) com a garantia de 10% do Produto Interno Bruto investido no ensino público.

Recebidos no gabinete da Presidência, a UBES e a UNE questionaram a demora para aprovar o PNE que já completa dois anos e meio de debate sem resolução para o importante plano de metas para o setor. O presidente do Senado, Renan Calheiros se comprometeu a acelerar a tramitação, afirmando que a matéria deve ser analisada na próxima semana. Os representantes estudantis garantiram que acompanharão pessoalmente para garantir a aprovação da matéria.

_MG_4882“O Brasil precisa investir em um setor estratégico, e entre esses setores, o principal é a educação. É preciso formar mão de obra qualificada e melhorar o nível de aprendizado dos estudantes e da estrutura das escolas. Comemoramos como vitória o relatório apresentado na Câmara essa semana, mas não podemos colocar dois setores estratégicos em confronto – que são educação e saúde – para disputar uma mesma fonte de recurso”, comentou Manuela.

Os jovens que participaram da reunião, entre eles diretores da Diretoria Executiva da UBES, entidades estaduais como União Paulista dos Estudantes Secundaristas e União Estadual dos Estudantes de São Paulo, apresentaram como principais reivindicações o combate à corrupção, reforma política e a democratização dos meios de comunicação. Também demonstraram repúdio ao projeto da chamada “cura gay” (PDC 234/2011), em tramitação na Câmara dos Deputados, pedindo a saída do deputado Marco Feliciano do comando da Comissão de Direitos Humanos da Câmara e apoio ao passe livre para todos os alunos matriculados nas redes públicas e privadas de ensino do país.

“Todas essas medidas discutidas hoje pelo Congresso Nacional são fruto das lutas das ruas. Se hoje o Congresso aceita debater temas tão polêmicos é conquista do povo, por isso somos solidários e continuaremos na pressão”, afirmou Vic Barros.

Também participaram da reunião com os estudantes os senadores Eunício Oliveira, Antônio Carlos Valadares, Vanessa Graziotini, Eduardo Braga, Inácio Arruda, Wellington Dias, e Gim Argello.

 Com Agência Senado

Standard

Dê a sua opinião e ajude a construir uma UBES cada vez mais forte!!!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s