UBES

LAURO DE FREITAS NA BAHIA RECEBE ATO SECUNDARISTA QUE ACENDE DEFESA DA EDUCAÇÃO NA CIDADE

LAURO_FREITAS_SECUNDAS

Em um cenário nacional em que importantes estados brasileiros tem recebido nas ruas manifestações contra o aumento da passagem e a falta de qualidade no transporte público, os secundaristas das escolas do município de Lauro de Freitas (BA) pintaram os rostos e realizaram nessa terça-feira (11), um grande ato com mais de mil estudantes.

Organizada por sete escolas estaduais e municipais da cidade, a mobilização defendeu o Passe-Livre Estudantil, melhoria nas escolas (no que compreende a pauta de melhor estrutura, qualidade da merenda escolar e mais segurança) e no transporte público. Na linha de frente, as entidades estudantis do estado baiano deram força à atividade puxada pela Associação dos Estudantes Secundaristas de Lauro de Freitas (ASSELF) que simultaneamente realizava um ato de reconstrução da entidade, tendo apoio da Associação Baiana Estudantil Secundarista (ABES) e da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES).

“A passeata foi um brilhante exemplo de que os estudantes da cidade estão organizados e que essa galera se preocupa com a situação da educação no município, mostra também que temos todo o gás de lutar e de proporcionar transformações em nossas escolas. É válido dizer que nós do movimento estudantil estadual e do município não iremos parar enquanto os nossos pleitos não forem atingidos, temos apoio da população e seguiremos mobilizados”, comentou o vice-presidente da UBES na Bahia, Mardel Motta.

ESTUDANTES OCUPAM CÂMARA DOS VEREADORES
A marcha, que partiu no início da tarde e rapidamente ocupou as ruas com cartazes e palavras de ordens – que dentre as demais questões -, pediu explicações ao prefeito referente aos 3 milhões de reais que supostamente foram destinados à merenda escolar, assunto que contou com várias denúncias dos secundaristas ao longo do ato.

A passeata seguiu em direção à Praça da Matriz, quando os jovens tentaram assistir à sessão na Câmara de Vereadores da cidade, porém o presidente encerrou a sessão, finalizando o ato com a ocupação da casa Legislativa. Dirigentes estudantis e lideranças das escolas do município foram recebidos pelo presidente da Câmara e pelos vereadores que indicaram uma reunião na próxima quinta-feira para receber uma comissão de estudantes.

O presidente da Abes, Wesley Machado, afirma que houve repercussão e que os estudantes conseguiram abrir um canal de diálogo para as pautas dos municípios. “Os estudantes estão se mobilizando, estão de olhos abertos e vão às ruas cobrar os seus direitos. Essa manifestação repercutiu e parou a cidade, conseguiu entrar na Câmara de Vereadores e ser ouvida. Queremos passe-livre, nós que somos de escolas públicas sabemos que professores são mal remunerados, a estrutura é ruim, o ensino e conteúdo pedagógico estão muito distantes da nossa realidade” comente. “Viemos aqui e daremos continuação às manifestações e apoio aos grêmios que realizarão mais dois atos na semana que vem, não vamos nos privar de lutar pelos nossos direitos”, disse o estudante.

Standard

Dê a sua opinião e ajude a construir uma UBES cada vez mais forte!!!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s