UBES

“POR UMA ESCOLA CAPAZ DE ENSINAR, QUE EXERCITE E AVALIE OS ALUNOS”, UMES-SP ELEGE NOVA DIRETORIA

Com a presença de 900 lideranças estudantis de escolas de todas as regiões da capital paulista, no último dia 20 aconteceu o 22° Congresso da União Municipal dos Estudantes Secundaristas de São Paulo (UMES). Com o lema “Quero outra escola”, os estudantes paulistanos se mobilizaram em defesa da educação pública e de uma escola capaz de ensinar, que exercite e avalie os alunos, elegendo a nova diretoria que conduzirá a entidade pelos próximos dois anos.

Eleito para presidência da entidade na gestão que segue para os próximos dois anos está o estudante da escola estadual Professor Joaquim Luiz de Brito, Rodrigo Lucas. “Essa nova gestão vai lutar como nunca, com garra, coragem e determinação para conquistar uma educação de qualidade”, afirmou o novo presidente da UMES, agradecendo a dedicação dos seus antecessores na direção da entidade.

A presidenta da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), Manoela Braga, que esteve presente no evento, ressaltou o debate sobre inclusão de forma que atinja todos os estudantes e a qualidade da educação. “Apesar de hoje a juventude estar conectada, ainda temos escolas sem computadores, laboratórios e muitas vezes sem professores de matemática e português”.

Michelle Bressan, secretária-geral da UNE, denunciou que uma grande parcela do orçamento brasileiro está sendo destinada para o pagamento de juros. “Na contramão de todo avanço na educação no último período, temos visto o nosso orçamento sendo destinado pra pagar juros da dívida”, afirmou, destacando ainda as bandeiras defendidas pela greve das universidades federais.

Valério Bemfica representante do Ministério da Cultura afirmou que “a UMES é uma das poucas, e com certeza, a principal entidade que tomou pra si a responsabilidade de defender a cultura”.
A ex-presidente da UMES na época do Impeachment, do ex-presidente Collor, Gislaine Caresia, muito emocionada disse que seu “maior orgulho foi ter transformado a geração “Coca-Cola” na geração “Caras Pintadas”.

Estiveram presentes entidades sindicais que representam trabalhadores, mulheres e professores na cidade de São Paulo, entre eles o coordenador nacional da Juventude Pátria Livre, Pedro Campos; presidente da Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB) Ubiraci Dantas; presidente estadual do Partido Pátria Livre e pré-candidato à Prefeitura de São Paulo, Miguel Manso; presidente do Sindicato dos Bancários, Juvândia Moreira; os diretores da APEOESP, Maria Sufaneide e Roberto Guido; a presidente da Federação de Mulheres Paulistas Lídia Correa; vice-presidente da União Estadual dos Estudantes (UEE), Katu Silva; presidente da União dos Moradores do Paraisópolis, Gilson Rodrigues; presidente do CPC-UMES, Gabriel Alves; secretário de Juventude da União Geral dos Trabalhadores (UGT), João Vidal; e o presidente do Conselho Municipal de Juventude, Osvaldo Lemos.

Do jornal Hora do Povo, com Redação

Anúncios
Standard

Dê a sua opinião e ajude a construir uma UBES cada vez mais forte!!!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s