UBES

EM RITMO DE MOBILIZAÇÃO, PASSEATA DISCUTE PAUTA DOS PROFESSORES EM PE

Aconteceu na tarde de ontem (14) em Pernambuco, passeata que compõe à mobilização nacional pelo piso salarial organizada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE). A concentração que aconteceu em frente à Assembleia Legislativa reuniu cerca de 2 mil trabalhadores

Durante ato, UES-PE, UBES e UNE representando o movimento estudantil estiveram ao lado dos professores em apoio à paralisação que acontece até a próxima sexta-feira (16). O objetivo é reivindicar o respeito à integridade da Lei do Piso , a reformulação do Plano de Cargos e Carreira, 10% do PIB para o setor e aprovação do Plano Nacional da Educação (PNE). Em apoio aos trabalhadores, também estiveram presentes parlamentares, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe), professores de instituições privadas, Sinduprom, Sinpro, Simpere, Sintrajuf, Sindsep, Sindicato dos Enfermeiros, Professores Municipais do Cabo e Paulista.

Durante a passeata, a presidente da UBES, Manuela Braga, destacou a importância que a educação exerce no projeto nacional de desenvolvimento, sendo um ponto estratégico valorizar os profissionais de educação com incentivo e qualificação da carreira dos docentes. “Não só com o piso salarial ou plano de carreira e na sala de aula. Um dos grandes gargalos da educação hoje é a qualidade que se apresenta na sala de aula, e são os professores as peças fundamentais para uma nova educação, por isso estamos aqui declarando nosso apoio à luta dos nossos professores”, afirmou Manuela.

O representante do Sindicato dos Professores (Sinpro), Jackson Bezerra afirmou que um projeto será entregue em Brasília definindo o Piso no valor de R$ 1.937.

O parlamentar Luciano Siqueira assegurou representar a renovação do compromisso na defesa do Piso Salarial da categoria, 10% do PIB para educação e recursos advindos da camada do pré-sal, além dos 50% que deve ser destinado à ciência e tecnologia. A vice-presidente do Sintepe, Antonieta Trindade sublinhou que os companheiros do comércio, os motoristas de ônibus e as outras categorias deveriam estar paradas. “Não vai atingir protagonismo social se não investir na área. Queremos uma sociedade justa, igualitária, sem exclusão social”, assegurou.

Em Pernambuco, 85% das escolas estaduais aderiram ao movimento que segue o ritmo de mobilização. Mais 23 estados brasileiros realizam atos organizados pelos sindicatos de acordo com a pauta da reivindicação local. Veja aqui a programação das atividades da greve nacional em seu estado.

Com Agências

Anúncios
Standard

Dê a sua opinião e ajude a construir uma UBES cada vez mais forte!!!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s