UBES

SEMINÁRIO DA UBES: DURANTE FST 2012, JUVENTUDE PÕE EDUCAÇÃO NO CENTRO DAS DISCUSSÕES

Para aprofundar ainda mais os debates sobre os rumos da educação brasileira, a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) realiza no Fórum Social Temático 2012, o Seminário de Educação da entidade. Durante o encontro mundial, organizado por grupo de ativistas e movimentos sociais, a juventude, com cerca de 200 estudantes de diferentes cantos do Brasil, será a responsável por colocar no centro das discussões a importância do investimento na educação para o desenvolvimento do país.

Os debates são realizados nas tendas da UBES e da UNE que ficam no Acampamento da Juventude, reunindo os jovens de diferentes lutas em busca do desenvolvimento, como cita a presidente da UBES, Manuela Braga: “A transformação de uma sociedade se dá diretamente através de uma mudança profunda na educação. No mundo inteiro movimentos sociais se mobilizam por reformas educacionais que democratizem o acesso à educação, oferecendo um ensino público, gratuito e de qualidade. Dessa forma, a UBES realiza o Seminário de Educação buscando discutir, com toda juventude, a atuação dos movimentos sociais rumo a uma mudança radical no sistema educacional”, afirma.

EDUCAÇÃO TEM QUE SER 10 – POR UM PNE A SERVIÇO DO BRASIL

Na atual efervescência em que se discutem as novas diretrizes do ensino, o Seminário dessa quinta-feira (26), promoveu seu primeiro debate com o tema “EDUCAÇÃO TEM QUE SER 10- POR UM PNE A SERVIÇO DO BRASIL”. Foi apresentada aos estudantes toda conjuntura do novo projeto de lei, o Plano Nacional de Educação (PNE), suas principais emendas e as expectativas para sua aprovação e impactos na educação para os próximos dez anos.

As bandeiras de lutas dos movimentos estudantis foram fortalecidas durante a apresentação da convidada Maria Luísa Flores, integrante do Comitê Diretivo da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, reforçando os pontos que evidenciam a necessidade de garantir o investimento de 10% do PIB para educação. Além de garantir uma educação de qualidade, a mesa discutiu acesso e permanência do estudante dentro da escola.

CONVOCAÇÃO DA GREVE NACIONAL DOS PROFESSORES

É greve e também é ação. Durante o debate que reuniu estudantes de todas as regiões do país, a UBES declarou total apoio à Greve Nacional da Educação que acontecerá nos dias 14, 15 e 16 de março. A convocação foi feira por Selene Michelin, diretora da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), mobilização em que professores junto a outros movimentos mostraram que nos quatro cantos do Brasil “A Educação Quer Mais”. As bandeiras de luta defendem o piso salarial e investimento na formação dos professores, além de pedir a garantia de investimento de 10% do PIB para educação no PNE.

banner_site_greve_nacional

REPRESENTANTES DE DIFERENTES PERSPECTIVAS

Além da presença de líderes estudantis e representantes de outros movimentos sociais, três estudantes da Federação de Estudantes da Universidade do Chile (FECh) esteve presente no debate, que além de representar a juventude chilena, saudaram as iniciativas da UBES. Também marcaram presença representantes da organização Internacional da Educação (IE) e do Sindicato da Educação Mundial. Paulo Egon, diretor do Ministério da Educação e responsável pela Conferência Nacional de Educação, também acentuou a importância da luta e ação dos movimentos sociais, saudando a iniciativa da entidade.

PLENÁRIA: ESTUDANTES E INTERVENÇÕES

Eles vieram dos quatro cantos do Brasil e estão há três dias no Acampamento da Juventude para participar do Fórum, ficando a cargo deles as principais discussões do que se aprende e do que se quer para as salas de aula de seus estados. Na plenária, os estudantes levantaram questionamento e afirmam ser fundamental um PNE que garanta transporte para o acesso ao ensino, a valorização da escola e a real democracia nas salas de aula, além da reforma curricular e acesso ao ensino superior.

“O Fórum Social reúne pessoas com diferentes experiências e de várias temáticas, os debates de hoje superaram nossas expectativas, iniciando o Seminário da UBES com a voz dos estudantes e a visão dos movimentos sociais, sabendo que o movimento estudantil sairá fortalecido e unitário para lutar positivamente pela educação junto ao desenvolvimento do nosso país. Queremos aprovar um Plano que dê ao Brasil soberania, garantindo que todo brasileiro tenha acesso à escola, à educação de qualidade e universidade”, afirma o diretor de comunicação da UBES, Rarikan Heven.

NOVOS DEBATES, NOVAS PERSPECTIVAS

O Seminário da UBES continua, amanhã o tema dos debates serão “ENSINO TÉCNICO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL” com início às 10 horas no Acampamento da Juventude. As mesas acontecem nas tendas da UBES e da UNE durante o Fórum Social Temático 2012, que se estende até o próximo domingo (29).

Anúncios
Standard

3 thoughts on “SEMINÁRIO DA UBES: DURANTE FST 2012, JUVENTUDE PÕE EDUCAÇÃO NO CENTRO DAS DISCUSSÕES

  1. Pingback: FST 2012: SEMINÁRIO DA UBES DEFENDEU ENSINO TÉCNICO PARA DESENVOLVIMENTO DO PAÍS « Blog da UBES!

  2. Pingback: FST 2012: SEMINÁRIO DA UBES DEFENDEU ENSINO TÉCNICO PARA DESENVOLVIMENTO DO PAÍS « Grêmio Estudantil W.S

  3. Pingback: FST: UBES DEBATE ENSINO TÉCNICO E DESENVOLVIMENTO | UNE - União Nacional dos Estudantes

Dê a sua opinião e ajude a construir uma UBES cada vez mais forte!!!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s