UBES

2ª Conferência da Juventude põe em debate as novas conquistas da juventude brasileira

Os delegados e as delegadas da 2ª Conferência Nacional de Juventude participaram na tarde de sábado (10) dos Grupos de Trabalhos (GTs). Os debates tiveram como referência o documento base sistematizado com as propostas aprovadas nas etapas estaduais. Ao todo, 21 grupos temáticos divididos em 5 eixos:

■ Direito ao desenvolvimento integral;

■ Direito ao território;

■ Direito à experimentação e qualidade de vida;

■ Direito à diversidade e à vida segura e direito à participação;

■ Fortalecimento institucional.

Outras mesas como Juventude e relações internacionais, realidade dos estudantes e trabalhadores do campo, reivindicações locais e regionais, questões de gênero em defesa da mulher e do grupo LGBT, luta contra AIDS, segurança entre outros temas que asseguram direitos da juventude.

O terceiro e penúltimo dia da 2ª Conferência Nacional de Juventude terminou com importantes conquistas para a juventude brasileira. Durante as plenárias de eixo, as propostas votadas nos GTs do dia anterior foram, novamente, à votação. Foram aprovadas, entre outras, propostas relativas à democratização no acesso e permanência no ensino superior e ensino técnico.

A aprovação do PNE, com a aprovação de uma meta de investimento público da educação em 10% do Produto Interno Bruto (PIB), ainda esse ano é uma das reivindicações #OcupeBrasília, que desde a última terça-feira (6/12)  está mobilizados mais de 300 estudantes, muitos deles delegados na Conferência, acampados em frente ao Congresso Nacional para pressionar deputados e senadores. Está também na pauta de reivindicações do #OcupeBrasília a aprovação do Estatuto da Juventude e a regulamentação da meia-entrada para estudantes.

Hoje (12) é o último dia da Conferência que estudantes de mais de vinte estados  defenderam medidas que integrarão o Plurianual 2012 a 2015 e integram o Programa Autonomia e Emancipação da Juventude.

UBES DEFENDE PROGRAMAS DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO

O Ensino Técnico também foi tema de um Grupo de Trabalho. Como facilitadora, o grupo contou com a nova presidente da UBES, Manuela Braga, que tomou posse no último dia 8, no acampamento do #OcupeBrasília.

Para ela, o debate no GT de Ensino Técnico, do qual participou, mostra o momento que a juventude vive hoje, que é “de ampliar os direitos e o acesso. Ontem, nós aprovamos propostas de criação e ampliação de escolas técnicas, de fiscalização da implementação dessas políticas e de assistência”.

UBES NA DEFESA DA INCLUSÃO DIGITAL É PRIORIZADA NOS GTS DA EDUCAÇÃO

Nos Grupos de Trabalhos do tema Educação, voltados para as discussões do Ensino Fundamental e Médio, as propostas perpassaram pela inclusão digital nas zonas rurais do Brasil, em atenção às realidades de vari@s jovens que não têm acesso a internet. Ligados ao Eixo 1: “Direito ao desenvolvimento integral”, os GTs de Educação que ocorreram no sábado (10) também trataram de discussões sobre a análise das especificidades de cada região brasileira.

Entre as principais propostas citadas, os debates focaram na luta pela educação de qualidade para alunos e professores e também a participação de jovens e adolescentes nos mais diversos espaços de decisões da política pública de educação.

Anúncios
Standard

Dê a sua opinião e ajude a construir uma UBES cada vez mais forte!!!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s