UBES

39° Conubes homenageia ex-presidentes da entidade

Personalidades que começaram sua trajetória dentro da UBES contaram histórias e lembraram grandes momentos do principal movimento secundarista do Brasil

A abertura do 39º Congresso da UBES, que trouxe como tema “30 anos de reconstrução da UBES – E ainda tem gente que diz que isso é coisa de criança”, contou com uma grande homenagem aos ex-presidentes da entidade e lotou o auditório do Expo Center Norte, em São Paulo. Figuras importantes que repaginaram a história da UBES, como Sérgio Amadeu, hoje um dos principais defensores do Software Livre, e Apolinário Rebelo, militante secundarista desde 1979, estavam presentes e encantaram os estudantes com suas histórias.

Vale lembrar que a entidade foi perseguida e extinta pela ditadura mililtar, voltando a se organizar em 1981 (Leia aqui a história dos 30 anos de reconstrução). Entre os ex-militantes do movimento secundarista no Brasil estão desde a presidenta Dilma Rousseff ao ex-ministro da cultura Juca Ferreira. Confira abaixo depoimentos selecionados de importantes personalidades da vida nacional, que começaram sua trajetória dentro da UBES.

 SÉRGIO AMADEU, PRESIDENTE DA UBES  DE 1981 A 1983

“Naquele momento da reconstrução há exatos 30 anos, tudo indicava que a nossa luta iria por água abaixo. Nosso Congresso, no Paraná, estava por um fio. Um dia antes de acontecer, me chamaram de canto e exigiram que parássemos na hora com a atividade. É óbvio que não atendemos o pedido e ele aconteceu mesmo sobre forte pressão pela parte do governo. Hoje eu penso naquele momento e me orgulho, repetiria mil vezes se fosse preciso. A luta hoje não tem nome nem feição. Exatamente por isso é muito mais difícil. Penso que é necessário uma  verdadeira revolução nas nossas bases, que são as escolas, para que tenhamos realmente uma educação do tamanho do Brasil. Esse é o legado dessa geração”.

APOLINÁRIO REBELO, PRESIDENTE DA UBES DE 1983 A 1984

“Parece que foi ontem, mas já fazem 30 anos. Eu sinto a energia dessa sala e me vem a cabeça tudo o que já foi feito, o que tivemos que nos mexer para que hoje vocês estejam aqui, como a história que Sergio Amadeu contou sobre o Congresso no Paraná. Por isso,  para que a entidade continue repaginando momentos cruciais na história, como o Fora Collor, vocês que hoje estão aí sentado devem se organizar, lutar, gritar, protestar pelo Brasil que querem, pelo Brasil de vocês. O compromisso com a pátria e com as bandeiras estão nas duas mãos. Essa é a responsabilidade da UBES, essa é a responsabilidade de vocês”.

 MAURO PANZERA, PRESIDENTE DA UBES DE 1992 A 1993

“Me lembro na época que a ata do Fora Collor não tinha sequer sido aprovada no Congresso da UNE. Ficamos doidos porque achávamos que era preciso sair às ruas e pedir a renúncia do presidente. Então, o momento, o dia, a hora nos convidou para organizarmos a marcha. A consequência foi 10 mil pessoas com as caras pintadas. Nos unimos para isso. Hoje, depois de algum tempo e o mínimo de maturidade, peço a vocês para que repensem e estudem a história. Os grandes momentos aconteceram depois que houve união entre as partes. Veja bem: a divergência é importante assim como a diversidade dentro do movimento. Mas as pautas sobre as efetivas mudanças devem caminhar juntas”.

JUANA NUNES, PRESIDENTE DA UBES DE 1997 A 1999

“A primeira vez que fui a um Congresso na minha vida foi o da UBES. Eu era aquela menina esquisitinha, novinha, mas encantada com o debate das ideias. A partir desse dia, nunca mais larguei o movimento social. E depois de alguma experiência, percebo que o principal desafio da galera do ‘ME’ é conseguir juntar todas as tribos. Por que não podemos trazer para um debate saudável o carinha da escola que gosta de futebol? E a menina antenada com a moda? O cara que saca de internet? O movimento estudantil precisa se estender, unir ideias e agregar a diversidade da nossa juventude. Precisamos conquistar mentes e corações”.

CARLAS SANTOS, PRESIDENTE DA UBES DE 1999 A 2001 

Novembro fez uma década que sai da UBES. A nossa principal pauta, na época, era conseguir fazer com que o estudante da escola pública  ingressasse em uma universidade pública. Houve avanços desde que sai da UBES, principalmente a partir de programas como o ProUni e hoje isso é uma realidade. Mas ainda estamos longe de construir a educação que queremos.  Professor de escola pública é visto praticamente como um herói. Quem aqui já participou de uma greve, mesmo que seja pela implementação de um bebedouro? (todos levantam as mãos). Precisamos lutar muito para isso e o cenário hoje é de vocês”.

MARCELO GAVIÃO, PRESIDENTE DA UBES DE 2003 A 2005 

“Durante este encontro, homenageamos todos os presidentes que contribuíram com a construção da nossa gloriosa. Mas eu quero fazer uma ressalva para todos os diretores, militantes e amigos que nos ajudaram e, em muitas vezes, trabalharam igual ou até mais para que tudo funcionasse. Esses nomes passam esquecidos pela história, mas são tão importantes quanto. Eu quero entendam isso: vocês são tão especiais quanto qualquer outro. Estão ajudando a desenhar um Brasil para todos, estão gritando, gastando energia para as gerações futuras. Parabéns a todos vocês”

ISMAEL CARDOSO, PRESIDENTE DA UBES DE 2007 A 2009 

“Vendo essa abertura lotada, com certeza dá uma saudade desta energia que é incrível. O pessoal fica quatro dias pulando, discutindo, cantando, dançando, pensando um país melhor e mostrando que a juventude está, sim, interessada em intervir nesta realidade. Temos que pensar uma UBES do tamanho do Brasil e os tempos são de unificação de ideias em torno de um pacto em defesa da educação básica. São 60 milhões de jovens que querem mudanças significativas no quadro atual. Por isso, peço que saiam as ruas e façam acontecer”.

Anúncios
Standard

Dê a sua opinião e ajude a construir uma UBES cada vez mais forte!!!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s