UBES

Reunião em Belém discute campus universitário em Parauapebas

Há aproximadamente 4 meses, os estudantes de Parauapebas, dos vários níveis e escolas, vêm se reunindo e discutindo propostas para conquistar a ampliação de cursos no ensino de nível superior digno para cidade. O movimento estudantil não mais parou e, agora, está em sua segunda fase: conquistar a aprovação da emenda parlamentar para que Parauapebas seja reinserida no projeto de lei de criação e implantação da UNIFESSPA nas comissões da Câmara Federal.

A luta já resultou na aprovação do relatório do deputado Bala Rocha (PDT-AP), por unanimidade, na Comissão de Trabalho e Serviço Público, contemplando a cidade. Agora, o relatório está em tramitação na Comissão de Educação e Cultura para ser analisado e votado em data ainda indefinida.

Com este trunfo em mãos, os estudantes parauapebenses renovaram suas forças e, mais uma vez, seguiram em comitiva para Belém na última segunda feira (21). Para reunião com o reitor da UFPA Carlos Maneschy, foi explanado o processo de implantação do campus desta instituição no município. Estiveram presentes o prefeito de Parauapebas, Darci Lermen; representantes da VALE, Luiz Veloso e Fernando Silva; os deputados federais Wandekolk Gonçalves (PSDB-PA) e Cláudio Puty (PT-PA), e os veradores Faisal Salmen, Miquinhas da Palmares e  Raimundo Vascocelos, além de lideranças do Movimento Pró UNIFESSPA, da UBES e UNE em Parauapebas (Rebeca Valquiria, Gutemberg Silva e Elton Batista).

O reitor elogiou a luta que os estudantes de Parauapebas promoveram para conquista da UNIFESSPA, ressaltando também o desrespeito contra população com a retirada  do município do projeto de lei de criação e implantação da UNIFESSPA. Ele destacou que vai sugerir ao Ministério da Educação (MEC) a retirada da emenda parlamentar que propõe a implantação de campus nos municipios de Tucuruí e Redenção, para, assim, facilitar o processo de implantação do campus em Parauapebas:

 “Tucuruí, neste momento, não tem interesse em se inserir neste processo”. Em seguida, expôs como será o sistema de implantação do campus da UFPA, viabilizando o processo da forma mais rápida possível. Também definida a criação de COMISSÃO TÉCNICA para acompanhar e garantir o processo de implantação do campus, escolha de cursos e realização do vestibular ainda no segundo sementre de 2012. Esta comissão será composta por representantes do Movimento Estudantil, da PMP, da VALE e da UFPA.

O reitor também enfatizou que a maior dificuldade será a lotação de professores, pois, para a realização de concursos é necessário a devida autorização do MEC. De todo modo, a fim de superar esta dificuldade, serão direcionados professores de outros campus para cidade, com o  apoio da PMP, garantindo a fixação dos professores, por um periodo mínimo de 02 anos, até a realização de concursos. Para assegurar os recursos necessários, os veradores presentes garantiram articulação, junto ao Prefeito, para imediata aprovação de orçamento específico, ainda na LOA 2012, para construção e equipação do campus.

Na reunião foi marcado para dia 15 de dezembro a realização de eventos públicos em prol do ensino superior em Parauapebas: a doação oficial do  CENTRO UNIVERSITÁRIO DE PARAUAPEBAS A UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ e a assinatura do convênio entre Prefeitura Municipal de Parauapebas, VALE e UFPA para a construção do campus.

Anúncios
Standard

Dê a sua opinião e ajude a construir uma UBES cada vez mais forte!!!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s