UBES

Estudantes do Chile: 6 meses de protestos com violência, ironia e até nudez da irreverência jovem!

Desde 28 de abril de 2011 a bandeira é levantada pelos estudantes chilenos, entre eles,  secundaristas e universitários pedindo investimento na educação, fim do lucro das instituições privadas e universidades públicas no país.

Quem no mundo, não conhece a bravura desses estudantes? Fazem exatamente 6 meses que eles estão nas manchetes dos principais veículos de comunicação, blogs alternativos e redes sociais. Aqui no Brasil, a líder estudantil, Camila Vallejo representou a estudantada na #MarchadosEstudantes em Brasília e na abertura do 13° CONEG da UBES no final de agosto. O mundo tomou conhecimento da luta liderada pelos estudantes chilenos, eles que desde de o início tiveram seus protestos reprimidos com violência pela polícia.

A crítica é ao modelo educacional, no qual não há universidades gratuitas, em que só 40% dos colegiais frequentam escolas públicas gratuitas. Em marcha, jovens pediram para acabar com o sistema educacional herdado da ditadura de Augusto Pinochet. Pedindo o fim do lucro das instituições privadas que recebem incentivos do governo e cobram altas mensalidades, os jovens chilenos, entram para história!

Eles sabem que a mudança acontece quando o povo vai para as ruas, através do exercício da democracia que cada cidadão tem. Confrontados e reprimidos, eles persistiram; não foi tempo chuvoso, gás lacrimogênio ou jatos de água que parou os estudantes. Em todas as ações, jovens foram detidos e  um morreu nos confrontos com a polícia.

A criatividade dos estudantes regou as mobilizações desde abril, quando começaram as primeiras manifestações; foi com a irreverência jovem que os cartazes inovadores dos jovens chilenos alcançaram a população mundial, tornando impossível, até mesmo aos mais conservadores, não reconhecer a importância da causa desses jovens.

Entregues em cada ato à favor da educação, chilenas tiraram a roupa e pintaram seus próprios corpos para cobrar mais investimento na educação durante protestos que reuniram milhares de manifestantes na capital Santiago, fantasias de super heróis, diversos beijaços coletivos também foram organizados para chamar a atenção das autoridades.

A luta continua, as conquistas vão chegando. O movimento estudantil Brasileiro com a UBES e a UNE declararam desde o início apoio à luta dos jovens chilenos, e não só isso; a luta é liderada pelos estudantes conta hoje com apoio da população do Chile. Entre as cerca de 500 mil pessoas que participaram do plebiscito realizado no país no início de outubro, perguntando aos eleitores sobre o sistema de ensino, 93,2%  querem mudanças no sistema educacional.

Em homenagem pela luta e garra dos estudantes chilenos nesses últimos 6 meses, por uma reforma no sistema educacional, confira aqui algumas fotos do portal Terra.

VEJA O PODER DA IRREVERÊNCIA JOVEM!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios
Standard

Dê a sua opinião e ajude a construir uma UBES cada vez mais forte!!!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s