Blog Antigo, Uncategorized

UBES: 62 anos de história

A União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) completou 62 anos de histórias, batalhas econquistas no final de julho. Durante todo esse período, ela travou grandes lutas em favor dos estudantes, centralizando todas as mobilizações de debate visando à transformação da educação no Brasil. Destaca-se nesse período a “reconstrução” da entidade após grande repressão dos militares durante a ditadura militar, instalada em 1964.

Sem deixar a chama da vontade de construir o futuro da educação no Brasil se apagar, o movimento estudantil representado pela UBES e pela UNE deram a volta por cima. A partir de 1977, entidades secundaristas foram se fortalecendo aos poucos nos “centros cívicos” de várias cidades espalhadas no país, o que culminou na formação de novos grêmios e o ressurgimento de uma União Brasileira dos Estudantes Secundaristas ainda mais fortalecida.

“A entidade esteve presente em momentos históricos do Brasil, como nas ‘Diretas Já’, em 1984, declarando apoio incondicional à eleição de Tancredo Neves, e o ‘Fora Collor’, episódio que marcou a presença dos ‘caras pintadas’ pedindo o impeachment do então presidente da República, Fernando Collor”, declarou o presidente da UBES, Yann Evanovick.

Assista ao vídeo apresentado pela TV CUCA que homenageia a sexagenária entidade


http://www.youtube.com/watch?v=wrPRLZCKetA

Mais recentemente, a entidade está engajada na destinação dos 50% do Fundo Social do Pré-sal para a Educação, emenda constitucional recentemente aprovada pelo senado e que aguarda a sansão do presidente Lula. No início deste mês, a PEC da Juventude, uma das principais bandeiras do movimento estudantil, foi aprovada pelos parlamentares. Ela formaliza na constituição o conceito de “juventude”, e promete desburocratizar as tramitações de liberação de recursos para a melhoria da educação no Brasil.

“O PEC da Juventude dará ao jovem cidadão brasileiro o direito à saúde, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão” afirmou Evanovick.Durante essas mais de seis décadas, a UBES se consolidou na sociedade brasileira como a principal guardiã dos secundaristas brasileiros, pautando e mobilizando em busca de um sistema de ensino justo e de qualidade.
Da redação

Anúncios
Standard

Dê a sua opinião e ajude a construir uma UBES cada vez mais forte!!!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s