Blog Antigo, Uncategorized

UBES promove campanha “Se Liga 16!” 2010 é a nossa vez!”

O objetivo é conscientizar os jovens de 16 anos sobre o direito ao voto

 A União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) lança a campanha “Se liga 16! 2010 é a nossa vez!”, voltada aos jovens que já podem ter seu título de eleitor e eleger seus representantes políticos.

A campanha circulará nas escolas de todo o Brasil, lembrando que os jovens que completarem 16 anos até o dia 3 de outubro, podem tirar o título até 5 de maio e assim participar das eleições deste ano.

A seguir, Yann Evanovick, presidente da UBES, fala sobre a campanha “Se Liga 16! 2010 é a nossa vez!” e a importância do voto para a juventude brasileira.

1) O que é a campanha “Se Liga 16! 2010 é a nossa vez”? E há quanto tempo a UBES realiza este projeto?

Yann Evanovick: O projeto “Se Liga 16” é uma campanha de incentivo ao voto. A UBES realiza o projeto em todo o Brasil em conjunto com as entidades estudantis de cada localidade. A UBES está à frente do projeto desde a volta às eleições diretas, em 1989. Ela faz a ponte entre o mundo da democracia e o jovem, e usando uma linguagem próxima dos jovens, pretende mobilizá-los com relação ao voto.

2) Por que é importante que o brasileiro comece a votar aos 16 anos?

Yann Evanovick: É muito importante o jovem votar aos 16 anos. Essa iniciação do voto dá aos jovens a dimensão do poder que eles têm de construir um país melhor e exercer a democracia através do voto.

3) Qual é a expectativa da UBES com relação à campanha “Se Liga 16!”?

Yann Evanovick: A expectativa é conscientizar o maior número possível de jovens no Brasil a votar. O primeiro objetivo da campanha é incentivar os jovens com 16 anos a tirar seu título de eleitor e depois dessa fase, estimular o voto consciente. Nossa meta é que 550 mil jovens tirem o título eleitoral.

4) Qual é o papel dos jovens nas eleições de 2010?

Yann Evanovick: Neste ano de 2010, a juventude tem um papel fundamental no seu voto. Em um passado não muito distante, o Brasil era tido como “vira-lata” no comparativo de forças com outras nações. Hoje, o país lidera ações de ajuda contra países vizinhos (como é o caso da Bolívia). Portanto, neste ano, ao votar, o jovem tem que colocar isso na balança, levar em conta o que foi conquistado, para não colocar tudo a perder.

5) Na sua opinião, o jovem de hoje está interessado nas eleições e na política como um todo?

Yann Evanovick: O jovem sabe o que quer. Ele quer educação, cultura, tecnologia… As formas de mobilizações dos jovens sofreram mudanças através do tempo. Há alguns anos, a forma mais tradicional de mobilização era nas ruas, como aconteceu com os caras pintadas em 1992. Hoje em dia, com o advento da tecnologia, basta uma twittada para que um movimento consiga atrair multidões. No entanto, as mobilizações de rua, mesmo com os padrões atuais de tecnologia, ainda surtem muitos efeitos. Temos os exemplos da Conferência Nacional de Educação (CONAE), que aconteceu de 28 de março a 1º de abril, e envolveu a UBES, a UNE, ANPG e outros movimentos estudantis e também a Jornada de Lutas do Movimento Estudantil, que no último mês de março, levou estudantes de todo o país a realizar atos nas assembleias legislativas. A mesma coragem que o jovem teve para bater de frente com presidente corrupto e derrubá-lo, ele tem hoje.

Fonte: Assessoria de imprensa da UBES

Anúncios
Standard

Dê a sua opinião e ajude a construir uma UBES cada vez mais forte!!!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s