Blog Antigo, Uncategorized

Aprovada reserva de vagas na UFPB

Superação. Essa é a palavra que define a vitória de todos os estudantes do Estado da Paraíba.

Em votação realizada na Universidade Federal da Paraíba no último dia 31 de março, foi aprovada a cota de 50% de estudantes vindos de escolas públicas do Estado. Estiveram na votação representantes dos movimentos que encabeçam a bandeira: a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), Associação dos Estudantes Secundaristas da Paraíba (AESP), e União Nacional dos Estudantes (UNE). Ao todo, cerca de 2.000 estudantes acompanharam a votação na universidade.

No total, a mesa de votação foi composta por 23 conselheiros do Ensino, Pesquisa e Extensão, presididos pelo reitor Rômulo Polari. Ao todo foram vinte votos a favor da cota, um voto contra e duas abstenções. A porcentagem de reservas de vagas terá um crescimento gradativo a cada ano, começando com 25% para este ano e aumentos anuais de 5%, sendo que até 2014, a perspectiva é de que a universidade abra 50% de sua capacidade para alunos de escolas públicas.

A mobilização para esta conquista vem desde o ano passado, quando o movimento estudantil promoveu na capital paraibana uma “culturata” com a adesão de mais de 2.500 jovens em frente a UFPB. Na ocasião cobrou-se de Rômulo Polari uma reunião para que o tema fosse discutido.

Para Rildian Filho, diretor da UNE e do DCE da UFPB, a conquista irá revolucionar o sistema de ensino com a democratização da educação no Estado. “Agora, quando chegarmos ao estacionamento do campus, veremos estacionados fusquinhas e carros importados”, lembrou Rildian.

A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) foi a primeira do Estado a aderir ao esquema de reservas. Hoje ela já alcançou os 50% de vagas tão sonhadas pelos alunos da Paraíba. Marcelo Lima, presidente da AESP comemora o feito e define como heróica a conquista do movimento estudantil. “Estávamos tendo uma ‘extinção’ de alunos nos cursos de ensino superior do Estado. Agora, com esse significativo resultado, será um grande orgulho inserir esses alunos na universidade”, comemorou Marcelo.

Após o trunfo, o movimento estudantil planeja a mesma ação para a última universidade pública que ainda não aderiu ao esquema de vagas: a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). “Demos um passo muito grande e a conquista entrará para a história do movimento estudantil. Agora estamos tentando agendar, ainda neste primeiro semestre, uma reunião com o reitor Thompson Fernandes Mariz, da UFCG, para expormos nossa proposta”, adiantou Marília França, diretora da UBES.

Assista detalhes da votação: http://www.youtube.com/watch?v=RUWRvV4LFac

Por Paulo Tonon

Anúncios
Standard

Dê a sua opinião e ajude a construir uma UBES cada vez mais forte!!!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s